10 de abr de 2009

FAZENDO CIMENTO





FAZENDO CIMENTO

O cimento é um material granular muito fino e homogêneo cuja uniformidade de propriedades e de comportamento se consegue com o domínio das várias fases do processo de fabrico.
As matérias primas utilizadas no fabrico do cimento são o calcáreo (CaCO3 ) (75%) e a argila (25%).
As principais fases do fabrico são: extracção do calcáreo da pedreira; britagem; pré-homogeneização (mistura do calcáreo britado com a argila); moagem da mistura pré-homogeneizada (transformação em pó); armazenamento do pó; pré-aquecimento (em torre de ciclones); adição de carvão; aquecimento em forno, seguido de resfriamento, obtendo-se o clínquer.
O clínquer é moído e a ele é adicionado 3 a 5% de gesso. Quanto mais intensa for a moagem da mistura de clínquer e gesso, mais fino será o cimento, sendo maior a sua resistência.
Após a moagem do clínquer obtém-se o cimento em pó, que é colocado em silos e em seguida ensacado em sacos de 50 kg.
As principais reações que se dão dentro do forno são a evaporação da água livre aos 100oC, a desidratação da argila aos 450oC, a decomposição do calcáreo (CaCO3 ) em óxido de cálcio (CaO) com libertação de dióxido de carbono aos 800oC, a formação de aluminatos cálcicos aos 900oC, a formação de óxido de ferro e óxidos de cálcio aos 1100oC, a formação de silicatos de cálcio aos 1260oC e a formação de clínquer Portland aos 1450oC.
O gesso é adicionado quando da moagem do clínquer para que o futuro cimento não tenha uma ligação imediata. Assim, o gesso é o elemento retardador da ligação.

Existem vários tipos de cimentos de acordo com as suas composições, entrando em todos eles o clínquer Portland em percentagem maioritária: cimento Portland; cimento Portland de escória (com escórias de alto forno); cimento Portland de pozolana (silicatos de alumina) e cimento Portland de filler (com calcário finamente moído).
Compilação Prof. Paulo Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.